Promoção de Iniciativas para Inclusão de Mulheres na Tecnologia

Desde a sua fundação, o Idaco desenvolve suas ações com foco na inclusão de mulheres, no empoderamento feminino, tanto nos projetos da área rural, quanto nas ações dos projetos urbanos. Além de todo trabalho de promoção de ações voltadas para mulheres, é notório também o trabalho do Instituto com presença de mulheres na equipe de gestão e de operação dos projetos.

Nas gestões dos projetos tecnológicos, nos municípios do Rio de Janeiro e de Niterói, não foi diferente! O Instituto desenvolveu ações de relevância para a população, consolidando parcerias importantes para a promoção de iniciativas de inclusão de mais mulheres na área de tecnologia.

Na Nave do Conhecimento do Engenhão destacamos o evento intitulado: “Mulheres Voando Alto: Operações com Drones”, realizado em março de 2020, em parceria com o Sesc Rio – unidade Engenho de Dentro, com objetivo de incentivar a inserção e o fortalecimento do público feminino nesse segmento. O mercado de trabalho com o uso de drones cresce a cada dia, sendo apontado com uma das principais tecnologias de 2021, entretanto, este ambiente é majoritariamente masculino – o Idaco quer contribuir com o rompimento deste paradigma. Com esses conhecimentos os profissionais podem atuar nas áreas da agricultura, entretenimento, construção civil, estúdio de TV, fotografia, inclusive, empreender o seu próprio negócio. 

No Projeto Plataforma Urbana Digital, destaca-se a parceria com a União Brasileira de Mulheres – UBM, desde 2018, quando a instituição assumiu a gestão de implantação da unidade Engenhoca. Foram realizados mais de 10 (dez) eventos – denominados “Mulheres na Plataforma” -, tanto presencial quanto on-line, visando fomentar a participação e inserção de meninas e mulheres na área tecnológica. Outros eventos foram desenvolvidos, como: O espaço da mulher no mercado da tecnologia, sendo este o primeiro evento realizado na Plataforma no ano de 2018; a Roda de Conversa Empoderamento Feminino e Tecnologia – O Impacto da Tecnologia para as Mães Contemporâneas, que ocorreu no ano de 2019; Violência contra Crianças e Adolescentes e seus Agravos na Quarentena e A Tecnologia no Combate ao Câncer de Mama, ambos realizados em 2020. 

Todas essas iniciativas têm surtido efeitos, segundo os dados do Sistema de Administração das Plataformas de Niterói – SAPNIT, no segundo trimestre de 2021, o número de novos cadastros realizados pelo público feminino totalizou 45,45% se aproximando do percentual masculino de 54,55%. Esta margem sublinha a importância do Projeto desenvolvido pela instituição na democratização do acesso ao conhecimento e, sobretudo, no fomento da inserção da mulher na tecnologia.